terça-feira, 17 de março de 2009

Tipos de jornalismo

Tom Wolfe: Novo Truman Capote? (texto opinativo)

O norte-americano escritor passa a ser grande questão jornalística

O escritor americano Tom Wolf, de 78 anos é o grande olhar jornalístico no instante exato. Chegou a ser apontado como o novo Truman Capote - que morreu por complicações causadas pelo alcoolismo. Os livros escritos como "A fogueira das vaidades", "Eu sou Charlotte Simmons" por próprio Wolfe que fazem muito sucesso. A escrita dele é muito afiada e capaz de hipnotizar os leitores. É um jornalista que mantém o estilo de usar 2 linguagens - jornalística e literária - em suas obras-primas e segue na linha linguística do Capote. A grande diferença entre o Capote e o Wolfe é o cotidiano porque o ícone do livro A Sangue Frio era alcoolatra e viciado em drogas. As vivências do Wolfe é como as dos outros personagens vivos em esfera jornalística.

Afinal, quem disse que não curte a reportagem literária? Acho essencialmente a leitura diferenciada no meio dos jornais porque torna os leitores mais informados por terem alimentado a sopa de jornalismo e literatura. Mesmo que eu tenha poucas oportunidades de ler algo sobre a respeito do Grande Capote, entretanto, pelo que percebi, é realmente um jornalista como ele consegue atiçar de forma suposta aos olhos do leitor.

A partir das obras-primas do Tom Wolfe, nós futuros jornalistas, precisamos saborear a sorvete wolfiana. É uma vitamina contra a condição positivisma - digo, quem não possui o direito de expressão da liberdade. O encontro e o re-encontro com as leituras do jornalista americano com o coração acelerado são uma prática soberba.
No fronteiras do pensamento o norte-americano Tom Wolfe estará - após a sua confirmação - dando uma palestra, no dia 16 de novembro deste ano, na UFRGS. É necessário assegurar a sua passagem através do site www.fronteirasdopensamento.com.br

Tom Wolfe em Porto Alegre-RS (texto informativo)

A presença de escritor norte-americano é a principal atração eventual

Agora é tudo concreto: O jornalista e escritor norte-americano Tom Wolfe dará uma palestra em dia 16 de novembro deste ano no Fronteiras do Pensamento, sediado na UFRGS em Porto Alegre-RS. Ele irá falar sobre a importância do novo jornalismo.
Mas o que é Fronteiras do Pensamento? A cultura é uma forma de civilidade. O gosto pelas idéias, o encantamento da arte, a ausência do preconceito. Este é o sentido do Fronteiras do Pensamento. Um encontro de pessoas para ouvir e refletir sobre a criação artística e sobre os modelos estéticos que moldaram nossa forma de ver o mundo, nisto que chamamos de contemporaneidade. As informações sobre a identificação do evento são do
site da atividade eventual.
Talvez o instante de ver o escritor norte-americano ao vivo seja a última oportunidade para os apreciadores brasileiros aproveitarem.


Ele foi um dos fundadores do novo jornalismo

Todas as pessoas sabem que a grande característica do novo jornalismo é o abandono das regras conceituais do jornalismo. Caracteristicamente pelo teor literário dos textos, a reportagem ganha artifícios de ficção sem fugir dos aspectos jornalísticos.


A ausência de regras formais é tão forte que Wolfe costuma fazer uso constante de onomatopeias em seus textos acompanhadas de diversos pontos de exclamação.A partir deste tipo de trabalho Tom Wolfe se tornou uma das figuras mais importantes do jornalismo literário.


Em 1973 publicou o livro The new Journalism que juntou os trabalhos de diversos jornalistas que seguiam as regras (ou a ausência delas) do Novo Jornalismo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário